O transporte por aplicativo ainda não foi regulamentado após três anos da autorização para funcionar em Juiz de Fora. Em 2017, o G1 mostrou que os serviços oferecidos não seriam mais considerados irregulares na cidade. Na ocasião, a Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) acatou a determinação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que liberou a atividade em todo o estado. (Foto: Wellington Roberto/G1) Leia Mais
Postado em 25/10/2020
Saúde
Ciência